Schedule: Monday - Friday 09:00 - 17:00

For Appointments: 1-800-1234-5678

KUWUKA JDA comemorou o dia Mundial das Florestas Inaugurando e Entregando a Estufa Comunitária de Manhangane ao Fórum de Gestão de Recursos Naturais

Foto de família com todos participantes na inauguração da estufa em Manhangane

A KUWUKA JDA em colaboração com o governo do distrito de Matutuine, através dos Serviços Distritais de Actividades Económicas (SDAE), realizou no dia 21 de Março de 2019, a Cerimónia de Inauguração e Entrega da Estufa Comunitária ao Fórum de Gestão de Recursos Naturais de Manhangane; Posto Administrativo de Catuane, Distrito de Matutuine, província de Maputo. Esta acção inseriu-se na comemoração do dia Mundial das Florestas; tendo marcado uma das etapas finais do projecto Fortalecimento das Capacidades das Comunidades Locais para Gestão Sustentável dos Recursos Florestais, Conservação Ambiental e Reflorestamento na Comunidade de Manhangane. O projecto visa promover a educação ambiental, conservação ambiental, recuperação de ecossistemas, adaptação e mitigação as mudanças climáticas através de acções demonstrativas como produção e plantio de árvores em viveiro (estufa) comunitário e prática de agricultura de conservação. A cerimónia contou com a participação do Chefe do Posto Administrativo de Catuane, parceiros financeiros do Small Grant Program/GEF/PNUD e do Programa AGIR, Oxfam AICE, membros do Fórum Comunitário de Gestão dos Recursos Naturais de Manhangane, professores e alunos da EPC de Manhangane e comunidade em geral.

Momento do plantio de árvores com os alunos da EPC de Manhangane, representante do PNUD e Director Executivo da KUWUKA JDA

A inauguração da estufa foi liderada pelo Chefe do Posto Administrativo de Catuane, Valter Muianga, em representação do governo do distrito, tendo no seu discurso realçando que testemunhava-se um registo significante na área de agricultura, particularmente no sector do ambiente com a inauguração e entrega da estufa comunitária a comunidade de Manhangane; mencionando que constitui uma continuidade da iniciativa presidencial um aluno uma planta, um líder comunitário uma floresta, visando garantir o reflorestamento, conservação e preservação ambiental. Referiu ainda, que os meios de fiscalização irão garantir melhor uma capacidade de maneio sustentável de recursos florestais; tendo apelado a comunidade de Manhangane para cuidar da estufa, e que a escola aproveite-na como laboratório no contexto da produção escolar.

Por seu turno, o representante do SGP/GEF/PNUD, Augusto Correia, referiu que evento revestia-se de importância particular para o PNUD, porque, insere-se nos seus objetivos de promoção de iniciativas de desenvolvimento local, tendo parabenizando a KUWUKA JDA e seus parceiros de modo particular ao SDAE de Matutuíne e mais intervenientes do projecto, uma vez que o projecto vai ajudar a melhorar a capacidade de gestão dos recursos florestais, conservação a biodiversidade, mitigação do desflorestamento, aumento da capacidade de resiliência aos efeitos das mudanças climáticas. Na ocasião, apelou aos diferentes parceiros e actores para que ajudem no desenvolvimento da capacidade local; valorizando e aliando o conhecimento tradicional com o conhecimento científico, para uma gestao racional dos recursos florestais.

Intervenção do director executivo da KUWUKA JDA, Camilo Nhancale

Por sua vez, o director executivo da KUWUKA JDA, Camilo Nhancale, referiu constituía uma apresentação aos parceiros do trabalho que tem desenvolvido com as comunidades locais; sendo ainda particular por a cerimonia coincidir com o dia mundial das florestas, demonstrando que o trabalho desenvolvido na comunidade de Manhangane é uma forma de contribuir para a preservação e conservação das florestas. Por fim apelou a comunidade para que faça o bom uso da estufa e a sirva de local de desenvolvimento das capacidades práticas de conservação e preservação das florestas e do meio ambiente, para os alunos da Escola Primária de Manhangane.

O presidente do Fórum dos CGRN realçou que iniciativas do género não sejam implementados apenas em Manhangane, mas também noutros locais do país, sendo que a comunidade deve envidar esforços na aplicação das técnicas aprendidas para a preservação das florestas.

Importa realçar que a estufa, ora inaugurada e entregue à comunidade, estava apetrechada com 400 mudas de plantas fruteiras. A cerimónia contemplou ainda uma visita ao campo de ensaio de agricultura de conservação do Fórum dos Comités de Gestão de Recursos Naturais, e plantio de árvores com os crianças da EPC de Manhangane. No final foi feita a entrega do material de fiscalização aos Comités de Gestão de Recursos Naturais, constituído por uma bicicleta, botas e camisetas para cada um dos 7 comités. A cerimónia contou com a presença de 53 participantes entre eles 33 mulheres e 20 homens.